Voltar
Custo da construção paulista tem alta de 0,28% em novembro
163 Visualizações
O Custo Unitário Básico (CUB) da construção civil do estado de São Paulo registrou alta de 0,28% em novembro na comparação com o mês anterior. Esta é a décima alta em um período de um ano. Em 12 meses a alta chegou a 3,46%.

De acordo com o SindusCon-SP, responsável pelo levantamento, o CUB representativo da construção paulista (R8-N) ficou em R$ 1.371,45 por metro quadrado no período.

Dentro da composição do indicador, os custos médios com mão de obra representaram 60,70%, materiais, 36,14% e despesas administrativas 3,16%.

Custos dos insumos
Em novembro, todos os insumos que compõem o CUB tiveram variação maior que IGP-M (-0,49%). As maiores foram: aço CA-50 Ø 10 mm (2,42%), vidro liso transparente 4 mm com massa (1,66%) e tinta látex branca PVA (1,20%).

Dos itens que têm maior influência no CUB, além do aço já mencionado, houve alta de 0,71% no concreto FCK=25 Mpa e de 0,20% no cimento CPE-32 saco 50 kg.

Com desoneração
Nas obras incluídas na desoneração da folha de pagamentos a alta foi de 0,30% em novembro na comparação com outubro, totalizando R$ 1.272,01 por metro quadrado. Em 12 meses, o indicador registra alta de 3,63%.

Na mesma base de comparação, foi registrada participação de 57,63% nos custos de mão de obra, 38,97% de materiais e 3,41% em despesas administrativas. 

Custo Unitário Básico (CUB)
Calculado pelo SindusCon-SP e pela Fundação Getulio Vargas (FGV), o Custo Unitário Básico (CUB) é o índice oficial que reflete a variação dos custos mensais das construtoras para a utilização nos reajustes dos contratos de obras.
163 Visualizações